.posts recentes

. Acidente com Grua na Baix...

. procuro foto dia 15/11/20...

. Viatura incendeia-se em f...

. Marchas Antoninas

. Colégio de StªMaria e An...

. Massamá

. Passagem de tornado nos A...

. Inudação Hoje (24 novembr...

. Fotos do Rio Este - Braga...

. falta de limpeza+canaliza...

.arquivos

. Abril 2008

. Fevereiro 2008

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

.Abril 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
Este é um espaço de notícias e reportagens feitas pelos utilizadores do SAPO. Envie os artigos para aqui.
Depois de validação editorial serão publicados e, caso se justifique, destacados na Homepage do SAPO.
Sexta-feira, 1 de Setembro de 2006

Aljubarrota

A vila está em festa. A Câmara Municipal e as Juntas de freguesia organizaram a feira medieval.
Embora com menos tendas do que no ano anterior e com a pouca presença de artesãos da vila, a festa decorreu sem incidentes e com grande afluência de público.
Eram diversas as barraquinhas com artigos em madeira alusivos à época, cestaria, cartomancia, a maçã de Alcobaça, as grinaldas, o pão quente, as peles e pedras.
Também não posso esquecer o serviço prestado pelas bancas da misericórdia de Aljubarrota com repastos muito saborosos, porco assado no espeto, sopa de peixe, as filhoses  e um atendimento simpático.
Mas devo realçar que, embora existissem mais eventos (e que até foram, do ponto de vista cultural, bastante educativos) a feira medieval, este ano, não teve, por um lado, nem a aderência de tantas tendas como em 2004 ou 2005, nem a afluência de publico dos mesmos anos.
Talvez porque, para além de não se estimular os habitantes e comerciantes da zona, ainda se faça questão de não os ter a participar.
Até parece que, esta feira, se está a tornar uma festa particular! È pena! Os que lutam por ela durante o ano todo mereciam mais atenção e mais incentivos, mas não!...
Boas iniciativas
O grupo do amado voltou a montar uma quinta à antiga onde, para além dos bons sabores dos manjares, poderíamos ver os animais no seu dia a dia.
A decoração do poço que está no terreno onde foi montada esta quinta estava muito bem feita. É de realçar que esta iniciativa contou apenas com o apoio dos habitantes e amigos da terra, sem qualquer patrocínio exterior, mas resultou numa das iniciativas mais bonitas (aliás à semelhança do que nos tinham brindado em 2005).
São iniciativas como esta que atraem os habitantes a não se sentirem excluídos e a mostrarem como, com amor á terra e espírito de grupo, numa semana se pode fazer uma coisa tão bonita e que atraiu tantos visitantes. É pena não serem mais apoiados.
Duas das casas particulares tinham as entradas enfeitadas coma artigos antigos de lavoura e até um forno com uma padeira.
Não posso deixar de realçar o trabalho da “Ordem”- vestidos a rigor, com armas da época, um belíssimo grupo musical da época medieval, malabarismo, torneios a pé e a cavalo, etc.
Foi uma belíssima ideia a mostra de músicas medievais que teve lugar dentro da igreja de Prazeres – aquela beleza de monumento tornou-se vivo com tão harmoniosos sons. Está de parabéns quem teve a ideia de tornar viva e alegre esta linda igreja matriz, que é uma das mais antigas do país.
Agradável e muito profissional mas, ao mesmo tempo simples e a mostrar a verdadeira vocação popular, foi o caso do grupo “Pifaradas Zambumbadas dos Pastores” ( típicos da Serra da Estrela) que recomendo, sinceramente. Foi uma boa aposta da organização. As músicas ficaram nos ouvidos dos visitantes
 
Embora não fazendo parte directa no evento o “artesanato de Aljubarrota” manteve as portas abertas para se poderem comprar lembranças da região. Não faltavam as padeiras em barro e xacota, os quadros com os monumentos da vila, os santos das freguesias e até mini tijolos com as igrejas e os santos pintados. A novidade este ano foi a recreação do episodio da padeira a matar os castelhanos, feita em barro e materiais recicláveis.
Foi também o único local onde, para se efectuar uma compra, se tinham de trocar os euros pró torreões e cruzados. Não sendo permitida a utilização de qualquer outro tipo de moeda como pagamento.
Mas não há bela sem senão
Uma parte da Rua direita (que contém a famosa janela manuelina de que já falámos tantas vezes, o poço medieval que os castelhanos entupiram para deixar a população sem água foram, de novo, esquecidos) e a casa onde morou Eugénio dos Santos.
Parece-me que não teria sido difícil colocar barracas ao logo desta rua, desde a estátua de D. Nuno até ao largo do Pelourinho. É pena não se aproveite o património histórico, cultural e arquitectónico para divulgar Aljubarrota – pode ser que para o próximo ano….
 
Sentimos a vossa falta
Há pessoas que passam pelas nossas vidas e que, por um motivo ou por outro, nos marcam e nos deixam saudade.
Pela feira medieval passaram , desde o primeiro dia, figuras que nos foram habituando a amar a história e a arte.
Umas que, felizmente, ainda estão vivas cá estiveram este ano.
Mas, não me sentiria bem comigo própria, se não referisse duas pessoas que dedicaram, gratuitamente e sem qualquer interesse pessoal, muitas horas à nossa Aljubarrota. Refiro-me aos saudosos Dr. José Casimiro (historiador) e ao Mestre João Santos (um dos maiores artesãos do concelho de Alcobaça).
Agora, já no seu eterno descanso, podem ter a certeza que não nos esquecemos de vós e que estiveram connosco, na nossa lembrança e no nosso coração.
 Outras
Já falámos, em edições anteriores, nuns paralelos que entupiam a entrada de uma garagem de um morador da Rua do mosteiro de Alcobaça.
Boa noticia – foram retirados da frente do imóvel e, devidamente colocados onde deveriam ter estado sempre. Obrigado, senhor presidente, por ter ouvido a nossa chamada de atenção.
 
                                                                                              Lúcia Duarte
publicado por Equipa SAPO às 18:54

link do post | comentar | favorito
|

.Destaques

Cidadão Repórter

.tags

. albergaria a velha

. alcobaca

. Alcobaça

. alcool

. aljubarrota

. antónio costa

. arder

. arrábida

. avioneta

. baixa da banheira moita cheias

. blogs

. bombarral

. bombeiros

. calamidade

. câmara

. caparica

. carro incêndio fogo oeiras

. castelo branco

. Cerdeira do Côa

. charneca

. cigarros

. edp

. estado

. estudante

. fauna

. festa

. flora

. floresta

. fogo

. fogo posto

. fogos

. fotos

. galiza

. gasolineira

. gip

. GIP´s

. gnr. ministro

. governo

. homepages

. Ílhavo

. incendio

. incendios

. incêndios

. israel/libano

. judiciaria

. juventude

. kosovo

. leis

. lucro

. mação

. notícias

. on-line

. ota

. ouca

. ovni 2001

. pac

. peneda-geres

. Porto de Mós

. portugal

. proprietário

. pulseiras

. reportagens

. reservas ecológicas

. rtp1

. São Pedro do Sul

. sapo

. sardoal

. tabuaço

. tags

. tgv

. timor

. turquel

. vagos

. voluntarios

. vouga

. todas as tags

.subscrever feeds

.Uma página