.posts recentes

. Acidente com Grua na Baix...

. procuro foto dia 15/11/20...

. Viatura incendeia-se em f...

. Marchas Antoninas

. Colégio de StªMaria e An...

. Massamá

. Passagem de tornado nos A...

. Inudação Hoje (24 novembr...

. Fotos do Rio Este - Braga...

. falta de limpeza+canaliza...

.arquivos

. Abril 2008

. Fevereiro 2008

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

.Abril 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
Este é um espaço de notícias e reportagens feitas pelos utilizadores do SAPO. Envie os artigos para aqui.
Depois de validação editorial serão publicados e, caso se justifique, destacados na Homepage do SAPO.
Domingo, 13 de Agosto de 2006

incêndios

Por vezes perguntamo-nos porquê que todos os anos a incêndios em Portugal, a quem diga que deve-se ao nosso clima que é bastante seco e por isso facilita as chamas, na minha opinião o que há em Portugal é pouca vontade para acabar com isso, se formos ver bem, muita gente lucra com os fogos excepto as pessoas do povo que vêem as suas casas e terras a arder.
Analisamos a questão existe proprietários de alguns terrenos que assim ficam com o terreno limpo para poder semear ou construir o que quiserem, mas dissem vocês, existe áreas protegidas onde não se pode construir, só que está provado em vários sítios deste país onde foram autorizadas construções em áreas protegidas alegando uma desculpa qualquer e se observar, verão que quem constrói nesta áreas tiveram autorização do poder local ou estatal e na maioria das vezes (para não dizer sempre) estas pessoas não são simples agricultores sem um chavo no bolso.    
Existe também o facto de haver terrenos que seria bastante difícil lá entrar mas basta um fósforo e lá se abre uma clareira, eficaz para plantar outra cultura, talvez eucaliptos ou então para semear algo.
Sempre que há um incêndio gasta-se rios de dinheiro que pertence ao contribuinte, em viaturas para bombeiros, combustível, aviões, deslocações de políticos aos sítios ardidos, pois os mesmos devem ver com os seus olhos os estragos que foram feitos todos os anos para perecer bem na televisão.
Eu acho que isto só acaba com medidas drásticas, mas será que existe algum politico (no governo ou na oposição) que deseja que isso acaba. Por mim existe um monte de pessoas que estão sem fazer nada, os reclusos são uma das categorias, será que custava muito ao estado por esses homens e mulheres a trabalhar a limpar matas ou ao próprio exercito português, diriam que seria contra os direitos do homem e dos reclusos, mas será que quem lá está não violou um destes direitos, eu não digo trabalhar assim de sol a sol, mas trabalhavam era-lhe dado uma compensação monetária e melhor alimento e talvez as matas português (ou aquilo que ainda não ardeu) já não ardesse com tanta facilidade, porque um dia a continuar assim Portugal ira se tornar no deserto da Europa, tanto que o ano passado e este ano o Paris-Dakar passou a ser Lisboa-Dakar, porque os pilotos já têm um deserto onde se treinar até chegar a Africa.
Eu sei que haverá muita gente que não concorda com isso, por ser, talvez, muito radical, mas não será radical bombeiros e outras pessoas perderem a vida em incêndio, perder-se terras, perder-se vegetação, perder-se animais, acentuar-se cada vez mais o efeito de estufa, havendo cada vez menos agua no Inverno sem falar no Verão, que nesta altura nem vê-lá, só se for a beira mar ou em garrafa, não será mas radical.
Mas eu sei que para fazer isso é preciso força politica, e mesmo que alguém se lembrar de efectuar essa mudança haverá alguém ou do governo ou da oposição que dirá que viola os direitos do homem.
Mais uma ideia para quem for apanhado a deitar o fogo por negligência ou criminalmente, eu acho que os mesmos deviam ser condenados a reflorestar toda a área ardida e de preferência nas horas de maior calor que é para saber o que os bombeiros sofrem quando estão no meio das chamas a tentar evitar o pior.
Esta carta já vai longe quero por fim deixar um abraço a todos estes bombeiros e população que fazem o possível para acabar com este martírio todos os anos, força e Bem Haja.
publicado por Equipa SAPO às 12:25

link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De pedro a 14 de Agosto de 2006 às 13:52
alguem me pode enrabar?? é que eu sou gay e gosto de ter uma ou mais pilas no cú!!!!!!!
De Xanddy fofuxo a 17 de Agosto de 2006 às 00:59
Fico muito deprimida ao ver tanta destruição. Adoro a natureza, axo a fantastica , um bem tão nosso. Que a cada dia é destruído pelo ser humano. Que ñ se importa com o dia de amanha. Penso muitas vezes no meu filho que não vera a metade do q eu vi, bela natureza. As pessoas esquecem q destruindo a natureza esta destruindo o nosso amanha. O nosso mundo ñ suportaras tanta destruição. As pessoas poderia pensar a frente, todos ajudar e fazer o bem, Plantando + arvores onde ardeu.

Comentar post

.Destaques

Cidadão Repórter

.tags

. albergaria a velha

. alcobaca

. Alcobaça

. alcool

. aljubarrota

. antónio costa

. arder

. arrábida

. avioneta

. baixa da banheira moita cheias

. blogs

. bombarral

. bombeiros

. calamidade

. câmara

. caparica

. carro incêndio fogo oeiras

. castelo branco

. Cerdeira do Côa

. charneca

. cigarros

. edp

. estado

. estudante

. fauna

. festa

. flora

. floresta

. fogo

. fogo posto

. fogos

. fotos

. galiza

. gasolineira

. gip

. GIP´s

. gnr. ministro

. governo

. homepages

. Ílhavo

. incendio

. incendios

. incêndios

. israel/libano

. judiciaria

. juventude

. kosovo

. leis

. lucro

. mação

. notícias

. on-line

. ota

. ouca

. ovni 2001

. pac

. peneda-geres

. Porto de Mós

. portugal

. proprietário

. pulseiras

. reportagens

. reservas ecológicas

. rtp1

. São Pedro do Sul

. sapo

. sardoal

. tabuaço

. tags

. tgv

. timor

. turquel

. vagos

. voluntarios

. vouga

. todas as tags

.subscrever feeds

.Uma página