.posts recentes

. Acidente com Grua na Baix...

. procuro foto dia 15/11/20...

. Viatura incendeia-se em f...

. Marchas Antoninas

. Colégio de StªMaria e An...

. Massamá

. Passagem de tornado nos A...

. Inudação Hoje (24 novembr...

. Fotos do Rio Este - Braga...

. falta de limpeza+canaliza...

.arquivos

. Abril 2008

. Fevereiro 2008

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

.Abril 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
Este é um espaço de notícias e reportagens feitas pelos utilizadores do SAPO. Envie os artigos para aqui.
Depois de validação editorial serão publicados e, caso se justifique, destacados na Homepage do SAPO.
Domingo, 13 de Agosto de 2006

incêndios

Por vezes perguntamo-nos porquê que todos os anos a incêndios em Portugal, a quem diga que deve-se ao nosso clima que é bastante seco e por isso facilita as chamas, na minha opinião o que há em Portugal é pouca vontade para acabar com isso, se formos ver bem, muita gente lucra com os fogos excepto as pessoas do povo que vêem as suas casas e terras a arder.
Analisamos a questão existe proprietários de alguns terrenos que assim ficam com o terreno limpo para poder semear ou construir o que quiserem, mas dissem vocês, existe áreas protegidas onde não se pode construir, só que está provado em vários sítios deste país onde foram autorizadas construções em áreas protegidas alegando uma desculpa qualquer e se observar, verão que quem constrói nesta áreas tiveram autorização do poder local ou estatal e na maioria das vezes (para não dizer sempre) estas pessoas não são simples agricultores sem um chavo no bolso.    
Existe também o facto de haver terrenos que seria bastante difícil lá entrar mas basta um fósforo e lá se abre uma clareira, eficaz para plantar outra cultura, talvez eucaliptos ou então para semear algo.
Sempre que há um incêndio gasta-se rios de dinheiro que pertence ao contribuinte, em viaturas para bombeiros, combustível, aviões, deslocações de políticos aos sítios ardidos, pois os mesmos devem ver com os seus olhos os estragos que foram feitos todos os anos para perecer bem na televisão.
Eu acho que isto só acaba com medidas drásticas, mas será que existe algum politico (no governo ou na oposição) que deseja que isso acaba. Por mim existe um monte de pessoas que estão sem fazer nada, os reclusos são uma das categorias, será que custava muito ao estado por esses homens e mulheres a trabalhar a limpar matas ou ao próprio exercito português, diriam que seria contra os direitos do homem e dos reclusos, mas será que quem lá está não violou um destes direitos, eu não digo trabalhar assim de sol a sol, mas trabalhavam era-lhe dado uma compensação monetária e melhor alimento e talvez as matas português (ou aquilo que ainda não ardeu) já não ardesse com tanta facilidade, porque um dia a continuar assim Portugal ira se tornar no deserto da Europa, tanto que o ano passado e este ano o Paris-Dakar passou a ser Lisboa-Dakar, porque os pilotos já têm um deserto onde se treinar até chegar a Africa.
Eu sei que haverá muita gente que não concorda com isso, por ser, talvez, muito radical, mas não será radical bombeiros e outras pessoas perderem a vida em incêndio, perder-se terras, perder-se vegetação, perder-se animais, acentuar-se cada vez mais o efeito de estufa, havendo cada vez menos agua no Inverno sem falar no Verão, que nesta altura nem vê-lá, só se for a beira mar ou em garrafa, não será mas radical.
Mas eu sei que para fazer isso é preciso força politica, e mesmo que alguém se lembrar de efectuar essa mudança haverá alguém ou do governo ou da oposição que dirá que viola os direitos do homem.
Mais uma ideia para quem for apanhado a deitar o fogo por negligência ou criminalmente, eu acho que os mesmos deviam ser condenados a reflorestar toda a área ardida e de preferência nas horas de maior calor que é para saber o que os bombeiros sofrem quando estão no meio das chamas a tentar evitar o pior.
Esta carta já vai longe quero por fim deixar um abraço a todos estes bombeiros e população que fazem o possível para acabar com este martírio todos os anos, força e Bem Haja.
publicado por Equipa SAPO às 12:25

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Vamos fazer alguma coisa!

Olá.
Somos o agrupamento 749 do Corpo nacional de Escutas - Torredeita
Estamos desde 1 de Agosto a vigiar a nossa floresta. Nada podemos fazer
a não ser sensibilizar os nossos e os que nos visitam nesta altura do verão
para a questão dos fogos. Cada ano o nosso património vai diminuindo
e parece que durante o resto do ano todos se esquecem com a politica,
a crise e outros temas tão "importantes". Cá estamos no terreno, ao sol das
8h às 23h protegendo a nossa floresta como se fosse um tesouro!
Não tem sido fácil estar ao sol tantas horas!!
Um abraço a todos os que estão também no terreno a combater a destruição
do nosso país. Plantem mais árvores, estejam atentos pois nós cá estamos
a vigiar.
Estamos cá até Setembro, se ainda restar algo.
publicado por Equipa SAPO às 12:24

link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
Sábado, 12 de Agosto de 2006

incendios

venho por este meio dar o meu apoio a todos os bombeiros de portugal pois eles estão as vezes dias sem dormir pois acabam agora um incendio e logo a seguir há outro. Os que deitam fogo deviram ficar lá todos queimados pois as vezes morrem bombeiros que estão atentar apagar os fogos e os que deitam os fogos nunca morrem, ontem aconteceu aquela bombeira de porto mos. FORÇA BOMBEIROS DE PORTUGAL.
 especialmente aos bombeiros da minha terra . FORÇA BOMBEIROS VOLUNTARIOS DE AMARANTE, vila meã, lixa, etc .......
 
amarantina
publicado por Equipa SAPO às 12:23

link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito

Fogos

Já tenho 67 anos de idade,foi viajante cerca de 40 anos,percorri quase o nosso país todo

E em muitos distritos o fazia com mais frequência.

Notei que antigamente com ausência  da alta tecnologia,não havia as grandes máquinas

Que há hoje,mas havia cantoneiros camarários e da antiga Junta Autónoma das Estradas.

As valetas e todo o percurso lateralmente a todas as estradas de Portugal Estavam limpas,quando chegava o verão..

Hoje,merece uma visita de quem de direito,pelo nosso país e verifiquem  a quantidade de

Pasto seco em volta das estradas e a isenção de asseiros,que antigamente eram obrigatórios

Em volta de todas as vias inclusive da CP.havia comboios a carvão,muito mais perigoso.

Verifique-se o centro das auto-estradas  e todos os seus laterais. Como estão ? Cheios de pasto.

Pinhais e áreas arborizadas,como estamos de limpesas e de asseiros.Asseiros bem feitos e

Com largura suficiente a suster um fogo.Os proprietários estão a cumprir ?

Habitações no meio de serras,com bastante arborização até ao telhado das mesmas,há

Legisllação para que sejam criado espaço,livre de arvores  e mato seco em volta das casas?

Sabemos que um incêndio queima os cabos da corrente e ficam sem energia para movimentar

Mangueiras.Há algum estudo,para que todas as vivendas e aldeias isoladas,possam criar

Pequenas represas de agua, no Inverno,suster ali agua suficiente para ajudar a combater

De emediato pequenos fogos que minutos depois são grandes fogos? Não seria bem visto

Todas essas vivendas isoladas no meio do mato e muitas populaçãoes, serem obrigadas

A obterem motores a gasóleo,gasolina,ou petróleo e estarem montados com mangueiras

,prontos a serem usados? Pequenas viaturas com depósitos e motores,prontos a actuar,

Com fiscalização constante,antes do verão e com instrução aos respectivos habitantes ?

 Vou dar o exemplo da Serra de Ossa,entre Estremoz e Redondo,Tem vários cursos

De agua,ribeiros e ribeiras que  por dentro da própria serra.Quantas pequenas represas

Existem? Se existissem 10 ou 20 pequenas represas,com casas e munidas de motores

Para varias mangueiras.Será que facilitava? Como  esta serra muitas mais.A Agua no

 Inverno continua a cair e a seguir o ser curso natural,para o Oceano Atlântico.,a agua

Faz falta,se for retida vai ser de grande ajuda.Despesas,para essas pequenas barragens,

É de pouco montante,com as grandes máquinas que existem hoje, é fazer barreiras

No curso da agua,de 2 ou 3 metros de altura e com uma largura de 10 a 20 metros,para

Não ser levada pela corrente..

Civismo dos condutores,é muito importante.Ou porque alguns  vão com os copos,são discuidados

Ou são mal intencionados,deviam ser lembrados,constantemente,no perigo de deitar

 Uma ponte de cigarro,fora neste período de secura.

Limpesa de todas as latas e vidros em volta das estradas,parques,matas,etc. Todos os

Produtos inflamáveis serem recolhidos antes do verão e multas pesadas para quem

 Deite uma lata,uma garrafa fora,para o lado da via onde segue.

Terá que ser levada em conta,quantos javalis,coelhos,gatos bravos,raposas e outros

Animais selvagens,são apanhados pelo fogo e transportam o fogo num percurso

De100,200,500,1000 ou 2000 metros e onde param para morrer a sua gordura a

Derreter, é mais um fogo.Verifica-se isso numa zona de muito mato,controla-se

Um fogo e surgem vários naquele perímetro florestal.

Muitos mais estudos podem ser feitos e colocados em prática e não com muita

Despesa.

Surjam mais ideias mas que aproveitem as melhores,

Mira
publicado por Equipa SAPO às 12:21

link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Sexta-feira, 11 de Agosto de 2006

vaga de calor

Olá, sou uma das muitas mulheres a quem o cancro da mama bateu à porta. Sofri uma mastectomia total com esvaziamento axilar há cerca de oito meses. Esta vaga de calor tem sido para mim um verdadeiro suplício pois as dores são mais do que muitas. Há dias em que não sei mais o que fazer. Comprei um ar-condicionado portátil mas não posso estar sempre fechada numa única divisão da casa.
Há quem considere o ar-condicionado um bem de luxo, pois eu só tenho pena de não poder ter ar-condicionado na casa toda e dinheiro para suportar os custos da luz.
Quando trabalhava, estava o dia todo no escritório com ar-condicionado, agora, reformada por invalidez, estou em casa num verdadeiro inferno de calor e de dores.
Para complicar a situação, esta semana a Charneca da Caparica sofreu um apagão desde as 22 horas até cerca das 5 horas da madrugada, foi uma noite completamente em  branco.
É triste que as localidades cresçam e a EDP continue com as mesmas infra-estruturas de há 20 anos. A luz é paga a peso de ouro e as taxas de manutenção são um verdadeiro roubo, não sei para onde vai o dinheiro! Talvez para os salários milionários dos administradores da empresa.
Desculpem o desabafo e bom Verão para todos.
Isabel Santos
publicado por Equipa SAPO às 19:09

link do post | comentar | ver comentários (9) | favorito

incendios

Seguramente que todos os incendios na floresta são criminosos. Tão grave como o fogo posto é o fogo atiado por descuido ou negligencia. Depois de tantos avisos, tanta informação, é incompreensivel que alguem,  que com pequenos gestos, na sua maioria das vezes evitaveis possam provocar tanto mal a tantos.
Muito está por fazer pelas n/florestas. Saber quem são os propietarios, para em conjunto com o governo e camaras seja possivel determinar regras e garantir a sua aplicação no terreno, de modo a salvar o que ainda nos resta. Será, certamente uma medida muito mais barata do que o preço pago por todos no combate aos incendios.
Penso que a Força Aerea, poderá ter um papel muito importante na vigilância da floresta. O perigo não está apenas na beata,  o maior perigo vem seguramente do ar.
Há muito por fazer. A preocupação tem sido criar meios para o combate, e nada ou quase nada tem sido feito para prevenir.
 
Um grande BEM HAJA AO BOMBEIROS DE PORTUGAL.
tags:
publicado por Equipa SAPO às 18:57

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

CALOR

         OLÁ
 
  Sou uma alentejana com 36 anos e já muito habituada a estas vagas de calor como os doutores de Lisboa lhe chamam,
  desde que me conheço sempre houve muito calor no verão,,já os meus pais contam que nos tempos deles o calor era insuportável,
  tinham noites que para dormir tinham que o fazer na rua.O que eu quero dizer é que tudo isto é normal,mas os médias insistem em fazer alarmismos. 
    O que foi alterado foi a vida das pessoas,dantes não havia sem abrigos,os velhotes eram tratados com muito respeito e carinho e jamais deitados ao           
 abandono pelos seus familiares,era fino uma senhora de pele clara ,as trigueiras essas era trabalhadoras do campo ,que mesmo assim se protegiam do sol,
 as crianças brincavam na rua na sombra das casas caiadas de branco para se tornarem mais frescas.
   Não havia frigorifico a agua era refrescada em quartas de barro,não havia ar acondicionado,durante o dia as portas e janelas das casas eram fechadas á noite eram abertas para que o ar um pouco mais fresco refresca-se as casas, não havia o perigo dos assaltantes,era coisa muito rara .
   Se estes doutores de hoje tivessem vivido nesse tempo teriam -lhe chamado claramente o fim do Mundo.
   Existe tanta noticia boa para dar,disso é que nós temos falta ,temos vagas de noticias assustadoras que nos faz entristecer,e sabem quantas pessoas morrem todos os anos por causa da tristeza ,quantos velhotes que vivem sós apagam o televisor ,preferem o silêncio ao som das noticias aterradoras,vamos mudar por favor,Srs.Doutores de Lisboa e das grandes cidades de Portugal,vamos dar vagas de noticias alegres  e interessantes vamos fazer ver que ainda vale a pena viver neste mundo ,que podemos ter esperança,que mesmo com muito calor ainda se pode dar um sorriso mesmo que se esteja só, e podem crer que evitaremos muitas mortes mesmo fazendo muito calor,afinal Agosto é verão e verão é calor.
 
 
                                        Helena Muacho 
publicado por Equipa SAPO às 18:37

link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito

Incêndios

continuam os responsaveis deste país a considerarem, que os incendios sao fruto de mão criminosa e descuido.agora essa do Zé das Beatas, já não pega.considero que os incendios são colocados com meios muito sufisticados.não me esqueço que no ano passado estava eu numa aldeia perto do Sardoal, vi um pequeno avião sobrevoar aquela localidade por volta das 23,30,e no dia seguinte existiam várias frentes de incêndios por toda aquela zona.porque não colocam a Força Aérea com os c130, a vigiar o pais?aqui vai o meu respeito e consideração pelas forças dos bombeiros.Vitor Marques.
publicado por Equipa SAPO às 17:53

link do post | comentar | favorito

...

Olá
Adorei ver que alguns nos cidadãos portugueses estão solidários com os Bombeiros voluntários.
Espero que a comunidade portuguesa entenda que os bombeiros são pessoas iguais a todos a única diferença é que correm por uma causa, AMOR
VIDA POR VIDA é o nosso lema e durante este período de verão pomos em causa as nossas vidas e as dos nossos familiares mais directos.
A todos aqueles que estão solidários convosco OBRIGADO, aos outros entendam que nós somos humanos.
Aos Bombeiros Voluntários do Bombarral todo o nosso APOIO e CARINHO pela Colega e AMIGA que perdemos. Força
publicado por Equipa SAPO às 16:51

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

incendio em Serra D'Aire e Candeeiros

Ao longo do dia apenas se ouve falar no incendio em Porto de Mós, realmente começou no concelho de Porto de Mós mas agora às 14 horas e 30 minutos do dia 11/08/2006 já lavra com muita intensidade no concelho de Alcobaça, freguesia de Aljubarrota, parece que não conhecem a geografia do pais onde vivemos.

Do meu local de trabalho consigo avistar a Serra dos Candeeiros por isso tenho acompanhado o evoluir do incendio que se não conseguirem circunscreve-lo em breve entra na freguesia de Turquel.

Bem hajam aos bombeiros deste pais e que Deus os proteja.

publicado por Equipa SAPO às 15:28

link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

Fogo

Este ano a minha frequesia não foi afectada por fogo de grandes dimensões, nem podia, pois ficou completamente devastada no verão passado.
O fogo trás consigo o pânico e o medo mas passam as chamas e o fumo e já ninguém mais fala no assunto, acho importante que se faça uma analise após fogo por exemplo é feita uma contabilização das vitimas mortais dos incêndios florestais mas não são contabilizadas as vitrinas que falecem na limpeza das areas ardidas, na desvalorização da madeira como matéria prima, mas alterações ao nivel da fauna e da flora.
A este nivel na minha regiao a fauna esta a restabelecer-se já a flora está a sofre grandes alterações, a area florestal era principalmente composta por pinheiros com os eucalipetos em franca minoria, ora opôs o fogo da-se conta de uma inversão com os eucaliptos a cobrirem o chão de toda a area ardida o que acarretará para o futuro a transformação da area ardida num impenetrável maciço verde.
Pelos motivos apresentados penso que a questão dos incêndios está longe de ficar resolvida em Portugal o governo incentiva à limpeza das matas mas as populações sentem se desanimadas ao verem as suas propriedades queimadas ano após ano a area florestal está cada vez mais transformada em amontoados de árvores e arbustos, deste modo o problema fogo vai em vez de diminuir ser cada vez maior     
tags: , ,
publicado por Equipa SAPO às 15:25

link do post | comentar | favorito

Na ausência de actos, o tempo é inexorável.

Boa tarde,
 
Há dezanove anos atrás, andava com os meus colegas de faculdade a fazer um levantamento (através de inquéritos), sobre o grau de alcoolismo numa determinada zona do país, e fomos parar a uma aldeia, nas “Terras do Demo”, rodeada de pedra e rudes arbustos, terminando o dia a entrevistar uma família, casal com vários filhos.
Casa escura, terra cinzenta, peles e cabelos curados pelo sol e pela solidão dos isolados, palavras arrastadas, vinho pobre, tudo me parecia patético e feio.
Faltava um filho:
- Onde está o seu filho?
- Esse é deficiente, é tontinho, está preso.
- Preso, porquê?
- Botou fogo no mato, duas vezes…, mas também não quero que o larguem, se sai está morto…
- Morto, porquê?
- Ele botou o fogo em troca de um garrafão de vinho, quem lho mandou fazer já disse, que se falar o mata…
 
Tantos anos se passaram, provavelmente aquela aldeia já ardeu, a vegetação desapareceu descobrindo ainda mais as pedras.
 
Eu já não sou estudante, perdi a alma esperançada, meus olhos viram de menos.
 
O tempo tomou conta de nós.
 
Na ausência de actos, o tempo é inexorável.    
 
 
                 Com os melhores cumprimentos.
 
                           Isabel Costa-Cabral
publicado por Equipa SAPO às 14:30

link do post | comentar | favorito

incêndios

Infelizmente, vejo ano após ano incêndios de grandes dimensões no nosso país.

O que é mais triste e que me envergonha é ver os os senhores(as)  detentores dos rendimentos minimos de manhã, á tarde e á noite nas esplanadas dos cafés todos reflastelados a tomarem a bicazinha, cervejas frescas... e a gozarem com quem trabalha.

Os Bombeiros fazem o que podem, mas quando os materias e a mão humana é escassa não se fazem milagres.

Ponham esses senhores a trabalhar que a população e os bombeiros agracedem.

Um grande abraço a todos os Bombeiros Portugueses

tags:
publicado por Equipa SAPO às 13:26

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

INCÊNDIOS

Junto à cidade de Braga existem vários incêndios que parecem pretender queimar a zona verde envolvente da cidade. A serra da Cabreira arde à vários dias, sem qualquer intervenção.
Este flagelo acontece todos os anos e com diversos governso.
Ninguém se preocupa em estudar as verdadeiras razões do problema.
Várias interrogações são legítimas:
Quem beneficia com os fogos florestais?
Quem ganha com a existência de incêndios?
As empresas de meios aéreos de combate quanto ganham em cada operação?
Se não houver incêndios de que vivem essas empresas?
Que lobis exístem nesta área?
Quanto custa ao País o Serviço Nacional de Bombeiros, ou melhor aos contribuintes?
Será que os nossos governantes têm consciência que gerem bens que não são deles ?
Já se pediu responsabilidades por se estar a desbaratar dinheiros dos contribuintes? 
Quantos incendiáreos estão presos ?
Porque se não divulga os nomes dos incêndiários? é com medo do linchamento?
Porque se não acaba com o Serviço Nacional de Bombeiros que não serve para nada, a não ser para consumir os bens públicos?
Porque se não criam serviços de proximidade directamente ligados aos presidentes de Câmara muito mais baratos e mais eficazes?
O mal do nosso País, é que tudo tem de ser resolvido em Lisboa, por meninos inteligentes, sem dúvida, mas que da realidade do País nada sabem, não por culpa, mas por falta de experiência, e conhecimento da realidade, a não ser a que adquiriram nas faculdades.
publicado por Equipa SAPO às 10:52

link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
Quinta-feira, 10 de Agosto de 2006

Incêndio em Ouca

Mais um incêndio violento em Ouca - Vagos, distrito de Aveiro, com grandes preocupações para várias povoações vizinhas.

Segundo um responsável da Protecção Civil o incêndio começou em Ouca mas aproxima-se de Tabuaço.

 As chamas estão a ser combatidas por cinco corporações de bombeiros voluntários, designadamente de Vagos e Ílhavo e por dois helicópteros.

Os bombeiros estão a pedir ajuda à população para o fornecimento de água.
Ouçam os pormenores em www.vagosfm.com

 

publicado por Equipa SAPO às 16:02

link do post | comentar | favorito

proprietários

Gostaria de perguntar às pessoas que acham que os proprietário deviam de ser responsabilizados, pelos cigarros deitados acessos pelas pessoas, pelos fogos postos, etc.. são pessoas que não sabem ou não têm a noção das dificuldades dos proprietários (embora não os defenda totalmente) não podem ser responsabilizados, a câmara municipal de Mação foi a uma propriedade minha, cortou pinheiros tudo quanto apareceu à sua frente (estragou a propriedade ficou cortada em três partes), depois  o lixo deixou-o lá para eu ir limpar, não limpo nem vou limpar, não tenho dinheiro para pagar a pessoas para o fazer, além de que não fui eu que fiz o monte de lixo  
Só se vê vaidades na televisão, não têm a noção da realidade, e além disso muitas propriedades são ardidas porque os próprios bombeiros só têm autorização para guardar as casas o resto é para arder
M.Mendes - Massamá
publicado por Equipa SAPO às 14:43

link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito

fogo no concelho de São Pedro do Sul

Foto do fogo no concelho de São Pedro do Sul

publicado por Equipa SAPO às 13:00

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Incêndio

Há dois anos atrás, na aldeia de Cerdeira do Côa a um incêndio que
circunscreveu a aldeia, tendo também rodeado as bombas de gasolina. as
gasolineiras estavam rodeadas de gravilha e foi o que lhes valeu. Não houve
feridos nem mortos, pois os meios aéreos responderam com prontidão.

Artur Sampaio
publicado por Equipa SAPO às 12:55

link do post | comentar | favorito

Mail do Cidadão

As famosas brigadas dos gpis. Da GNR vem o Sr Ministro da Administração Interna, falar das referidas brigadas..isto é bom é para quem não está dentro do assunto..desde os anos 80 que já á brigadas aerotransportadas.Não os sr. Da GNR os primeiros, sempre houve as brigadas de Sardoal F do Zêzere. Proença á Nova e Almocagême todas pertencentos aos bombeiros.o que mais me indigna, é um gpi dos bombeiros ganhar pouco mais de 1 euro á hora.enquantos os sr. Comandantes ganhas cerca de 100 euros para estarem no ar condicionado, estou a escrever com conhecimento alistei-me
Em 1966 onde estive até Novembro de 1999..hagora estou no quadro de honra..Reportagem da RTP 1 Caça Fogos que vergonha só para televisão ver tenho dito...
publicado por Equipa SAPO às 12:53

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Incêndios em Portugal

É com muita tristeza minha, que assiste todos os dias nas televisões a imagens tristes e até aterrorizantes.
 
Mas na minha opinião pessoal, penso que haverá solucção para estes incêndios, ou seja:
 
- Agravar a pena para os incendiários, minimo de 25 anos de pena efectiva;
- Apesar da pena, multa no valor minimo de 5.000€, caso não tenha deverá ser penhorado os seus bens.
 
Quanto à protecção das serras e outras, se mandamos para o Kosovo; para Timor; para o Iraque Etc...Etc..., os nossos soldados, também era justo, e uma vez que temos soldados a fazer férias nos quarteis deste País, mandá-los para as serras devidamente equipados e com meios necessários para combater os primeiros incêndios para não se dar estas tragédias.
 
Estando eu a falar desta protecção ás Serras, lembrei-me que existe um Grupo chamado OVNI 2001, que faz a protecção da Serra da Arrábida, em Setúbal, mas o que acontece é que este Grupo não tem sequer dinheiro para a gasolina do Geep e para a mota quatro afim efectuar a respectiva vigia. O que está a contecer, é que este Grupo está numas antigas instalações militares da Serra da Arrabida, muito bem situadas e com uma vista espectacular para Setúbal, para o Rio Sado, para Troia e lá estão uma duzia de meninos dispostos a trabalhar mas não lhes dão os meios, mais são Voluntários.
É CHAMADO PORTUGAL NO SEU MELHOR.
Cumprimentos a todos
José António Cesteiro - Setúbal - Portugal
publicado por Equipa SAPO às 12:52

link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

incêndios/calamidade

Exmº(s) Senhor (s):
 
Os incêndios são a nível mundial uma das calamidades , mas particularmente no nosso país passa fundamentalmente pelo ordenamento da nossa floresta , sómente isso e nada mais. (...)
Os proprietários têm que ser responsabilizados pela limpeza da floresta , as leis existem e como tal têm que ser aplicadas.
 
A todos boa saúde , BOTELHO 
publicado por Equipa SAPO às 12:01

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

incendios florestais on-line

Aqui podem consultar os incendios florestais on-line em Portugal
http://incendiosflorestais.snbpc.pt/CNOSOn-Line.asp
publicado por Equipa SAPO às 10:56

link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 9 de Agosto de 2006

Comentário sobre os incêndios (postos)

Exmos Srs,
 
O que vemos diáriamente sobre os incêndios é algo que me revolta até às entranhas, e ao qual não tenho palavras para me exprimir! Fico pior, quando ouço alguém do governo afirmar que 80% são causas naturais...Toda a gente sabe que 99,9% são fogos postos. Longe vai o efeito de lente provocado pela garrafa partida ou a faúlha do comboio que fazia o Vale do Vouga. Tenho 36 anos e embora me considere novo, nestas mais de 3 décadas de vida, lembro-me perfeitamente que nos anos 80 este fenómeno era muito mais raro de acontecer. Se formos ainda mais para trás nos tempos do meu Pai, nem existiam, ou existiam esporádicamente! Tristemente, vejo tudo a desaparecer e a ficar negro, fazendo-me pensar se o meu filho de agora 15 meses, virá a ver ou poder disfrutar da verdura e do cheiro de uma floresta em algum lado de Portugal.
 
Somos um País de bananas e de fracos, que só ligamos ao futebol e às telenovelas, mas que deveríamos ter orgulho em ser fortes e trabalhar nesse sentido e em todasas frentes, mas como é óbvio e já foi dito por outros participantes, tudo isto dá muito dinheiro fácil a ganhar e tem interesse para muita gente... Se se perderem vidas como as dos 6 bombeiros, o miserável culpado, mas não faz do que ter que ficar em casa, no conforto e a ver televisão, esta é a nossa justiça!.
 
Façam como em Países desenvolvidos, em que tudo o que for lenha queimada, não vele nada ou não tem comercialização e onde ocorrerem os incêndios, nada possa ser construído, ver-se-á como de um dia para o outro o fogo dimui radicalmente.
 
Tenho uma ideia ainda melhor face aqueles que são apanhados e nada lhes acontece, coitadinhos, pois são loucos ou gostam de ver os seus feitos aparecer na televisão. Quem fosse apanhado, para além de ser preso, era obrigado a uma pena de x anos e em que teria de limpar as matas em toda a área onde se localizasse a sua prisão, e assim sucessivamente pelo País fora. O mesmo, serviria para os que já estão na prisão a ganhar vícios, a não fazerem nada e não serem uteis à sociedade, para além de ainda serem mantidos por nós contribuintes.
 
Após cada mata queimada, deveria ser de imediato reflorestada. Deixem o TGV e o aeroporto da Ota que não vai servir para nada, a não ser para afundar mais o País do que já está e passem à acção, à verdadeira acção! Para terminar, vejam só que tal como a caça, também agora está aberta oficialmente a época dos incêndios......parece brincadeira. Qualquer dia, também a época de praia não irá sequer abrir, pois mais não teremos do que o sol tapado e a chuva de faúlhas!
 
 
Nuno Leite da Silva
Porto
publicado por Equipa SAPO às 19:48

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Porque arde este País?

Apenas porque para algumas profissões e empresários traz lucros, mas esquecem-se que enquanto cidadãos deste planeta somos todos prejudicados.
tags: ,
publicado por Equipa SAPO às 19:47

link do post | comentar | favorito

GIP´s

Afinal sobre o assunto já se fez luz.
Os tais famosos GIP's como não fazem nada cá já foram passear para a Galiza.
Espero que não seja com o dinheiro dos meus impostos.
Saudações
Ramos Sobral
tags: ,
publicado por Equipa SAPO às 19:47

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

A política do abandono da terra

Percorrendo este páis, de Norte a Sul, a paisagem é desoladora. A terra
abandonada ao seu destino: canaviais abundantes, no passado usados para
protecção, alastram hoje terra adentro, nas beiras das estradas, escondem
sinais de transito, de povoações, são comandantes em terra de ninguém.
Pinheiros bravos e eucaliptos, sem limpeza, terras antes cultivadas,tratadas e
derregadas para encaminhamento das águas, agora abandonadas onde cresce uma
vegetação endógena, ressequida pelo calor, autêntico rastilho de pólvora
no Verão e em excelentes condições para as enxurradas de Inverno. Quanto
custa a este país o abandono da terra por falta de condições dos
agricultores, pelas reformas da Pac, pelos mecanismos de falta de limpeza das
valas(multas se não autorizado pelo respectivo Ministério), desvios dos rios,
sem ter em consideração os cubos em madeiras feitos no tempo dos frades para
proteger a terra. Antigos sapais, hoje secos com uma fauma morta cujos
esqueletos ainda são visíveis numa lama seca, pardacenta e rendilhada. A
terra chora, os homens olham alucinados para o fogo que alastra e destroi tudo
à sua volta. As Reservas Ecológicas e agrícolas, pretensamente classificadas
por quem não conhece, não sabe, não vê. Como reserva agrícola, se não se
pratica agicultura? Como Reserva Ecológica se não é tratada como tal? O que
é afinal uma Reserva? Porque não se utilizam animais para limpeza das matas,
com cercas, com controle, emprego, e tirar proveito do leite (por ex. cabras)?
Não, é melhor o fogo que arrasa sem dó nem piedade, toda a fauma e flora aí
residente.E fica a Reserva!... A terra chora,veste-se de luto, o homem grita ao
ver os seus haveres ameaçados pelas chamas, mas a terra continua abandonada ou
porque é reserva, ou porque não há condições para escoar os produtos
agrícolas, ou porque já não existem máquinas (ceifeiras, debulhadoras,
etc), porque não se pode concorrer com os preços da Europa comunitaria,
porque o país tem que ser apenas consumidor. Não falando no uso e abuso de
produtos químicos, nas descargas das suiniculturas e outras, para os nossos
rios, nas estações de tratamento que não funcionam, que, conjuntamente com
as cinzas vão envenenando os nossos aquíferos. O ambiente torna-se agressivo,
as doenças proliferam e o cidadão indefeso paga impostos, adoece, não tem
trabalho, não produz, não tem saúde! Sector primário morre, floresce o
terciário. O país é avançado, ?predominam os serviços! Que qudro tão
triste e desolador, que falta de respeito pela terra, terra mãe, que alimenta,
que cria, que dá à luz. Terra é terra, não se fabrica. Então só vale para
uma construção duvidosa, incaracterística, desordenada, onde o lucro fácil
é a palavra de ordem. Que tempos, que valores, que sobreviventes? "Mudam-se os
tempos, mudam-se as vontades".
Serenamente, vamos assistindo aos meios sofisticados de combate a fogos, e a
prevenção que passa pelo cultivo da terra, se houver vontade política, pela
limpeza das matas, em muitos casos por animais domésticos, na sua utilização
para o sector energético, tudo tão simples e tão complicado!!! Valha-nos
Deus!
publicado por Equipa SAPO às 19:45

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Incendios Da Italia Paulo Marques

Naturalmente à interesse, alguem ganha com tudo isto,  no entanto é necessàrio urgentemente que o governo faça leis adquadas a estes criminais ,nao sei porque esperam tanto !  temos que chegar a pena de morte ? quem faz estas coisas sabe que praticamente mesmo apanhado .... é uma brincadeira ,eu seria drastico dente por dente queimava-lhes as maos.

Paulo Marques

tags: ,
publicado por Equipa SAPO às 10:48

link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito

Incêndios

lamentável, talvez não seja o espaço proprio, para desabafos, mas é o unico meio que disponho para isso, onde está a prontidão e eficacia dos meios contratados para o combate a incendios neste país???????????'' onde estão as promessas deste e doutros governos, que para o ano tudo vai ser diferente, diferente vai ser sim, qdo tudo estiver queimado e nada haja para arder aí sim, ACABARAM OS FOGOS E ACABARAM TAMBEM AS PREOCUPAÇÕES DO ESTADO RELATIVAMENTE A INCENDIOS, MAS VÃO RESTAR AS PREOCUPAÇÕES DOS GOVERNOS, DESTE E DOUTROS, Como arranjar dinheiro para quem neste nmomento está a lucrar com a industria dos incendios, perguntem ao vulgar cidadão como é que isto se resolve, e sem reuniões da assembleia, sem decretos, sem portarias, o governo terá a resposta, contratar aviões estrangeiros?..................... porque não os C 130 da F.A.P  (aeronave polivalente) devidamente adaptados para o efeito? será que estas aeronaves só servem para mostrar em terra alheia que somos os maiores? e os Aviocar? onde param os Helis, recentemente adquiridos? E os que sobraram da guerra do Ultramar (Alouete III) e ainda operacionais? será que estão de reserva para defender a integridade nacional contra os ataques dos espanhois a Olivença? triste, SR. 1º MINISTRO, tudo à frente dos olhos mas o Brasil está 1º , BRASIL, pq o país está num BRASEIRO, Sr Sócrates bon almoços e farras no Brasil, à volta cá o esperamos
publicado por Equipa SAPO às 10:47

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Terça-feira, 8 de Agosto de 2006

Incendios

Todos os anos se repetem dramaticamente os incendios.
Com toda a tecnologia ao nosso alcance o cidadao
comum nao percebe como se deixam os incendios ficar incontrolaveis.
Sabe-se que na maioria dos casos os incendios sao
provocados por interesses imobiliarios.
A Policia Judiciaria deve suspeitar das pessoas
envolvidas e nunca apresenta resultados.

Existem as pulseiras electronicas, ha maior
vigilancia, ha mais empenho pelo Governo e mais meios, o que falha ?

E estranho que a opiniao publica nao saiba nunca
de nomes ou Empresas envolvidas. Ha de facto um estranho silencio a volta
dos incendiarios.
Neste ano de 2006 andamos distraidos com a guerra
Israel/Libano, enquanto a maior das riquezas naturais se vai esfumando ate
que um dia tenhamos de viver de paraisos artificiais.
Saudaçoes
Alvaro
publicado por Equipa SAPO às 18:15

link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

GIP's ou lá o que são

Gostaria de ver o Sr. Ministro Antonio Costa a demonstrar a efeicácia dos tais GIP'S ou lá como se chamam, pois para além de cenas para Televisão ter que mostrar, de exercicios que querem fazer parecer com séries televisivas, e elementos a brincar com computadores, passear de helicopetero e armados em valentões, o que se viu até hoje foi nada.
Os incêndios nascem e crescem e os tais GIP´s continuam na caserna.
Aliás a unica cena que apareceu na TV foi uma saída e quando chegaram ao incêndio, já la estavam os bombeiros.
Sr. Ministro retrate-se e aproveite as férias para ir brincar com os Gip´s, mas sem ser com o dinheiro dos meus impostos.
publicado por Equipa SAPO às 17:18

link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito

.Destaques

Cidadão Repórter

.tags

. albergaria a velha

. alcobaca

. Alcobaça

. alcool

. aljubarrota

. antónio costa

. arder

. arrábida

. avioneta

. baixa da banheira moita cheias

. blogs

. bombarral

. bombeiros

. calamidade

. câmara

. caparica

. carro incêndio fogo oeiras

. castelo branco

. Cerdeira do Côa

. charneca

. cigarros

. edp

. estado

. estudante

. fauna

. festa

. flora

. floresta

. fogo

. fogo posto

. fogos

. fotos

. galiza

. gasolineira

. gip

. GIP´s

. gnr. ministro

. governo

. homepages

. Ílhavo

. incendio

. incendios

. incêndios

. israel/libano

. judiciaria

. juventude

. kosovo

. leis

. lucro

. mação

. notícias

. on-line

. ota

. ouca

. ovni 2001

. pac

. peneda-geres

. Porto de Mós

. portugal

. proprietário

. pulseiras

. reportagens

. reservas ecológicas

. rtp1

. São Pedro do Sul

. sapo

. sardoal

. tabuaço

. tags

. tgv

. timor

. turquel

. vagos

. voluntarios

. vouga

. todas as tags

.subscrever feeds